Bond Para Sempre | Spectre

E ele chegou outra vez. O 24º filme da saga James Bond, novamente realizado por Sam Mendes e, ainda, com Daniel Craig no papel principal, chegou às salas de cinema esta semana. Craig, pela quarta vez Bond, já nos acostumou às mudanças que trouxe à personagem, e desta vez, apesar de um argumento menos consistente, a história baseia-se na reestruturação e modernização dos serviços secretos britânicos. Não fugindo à tendência global, o governo está a ser alvo de contenção orçamental e da obsessão securitária, de forma existir a fusão do MI 5 e do MI 6. Querem instalar um avançado sistema de vigilância e recolha de dados partilhados por nove países, que em suma tem como objetivo a extinção do programa dos agentes secretos “00”, porque os considerarem ineficazes e obsoleto. Pelo meio, Bond tem que ligar as peças de um puzzle que o levarão ao grande vilão Christoph Waltz, outro grande ator, já oscarizado.

Dos quatro filmes de Craig como James Bond, “Spectre” não consegue ser tão bom como “007-Skyfall” (divinal em vários aspetos), mas consegue ser melhor do que “007-Quantum of Solace”, e ao mesmo nível de “007-Casino Royale”. O que é importante, é que estes quatro Bonds, acabam por formar um todo coerente e homogéneo nunca antes visto. Recomendo que para ver este filme, veja os três anteriores (embora não seja obrigatório), para melhor saborear “Spectre”. À semelhança dos últimos filmes, este também consegue combinar o clássico e o contemporâneo, com as essências de um James Bond.

JamesBond2

Claro que não há 007, sem uma sequência de ação, arriscada e visualmente caótica, bons locais exóticos, como a Cidade do México, Londres, Roma, Áustria e Tanger, Bond Grils sexys e sensuais, como Monica Bellucci e Léa Seydoux, bons gadgets concebidos por Q, bons carros com um Aston Martin, e grandes guarda roupas, desta vez com um Bom assumidamente Tom Ford.

Uma novidade, é que Craig também co-produz o filme, e assumiu que não interpretaria 007 uma quinta vez, e após assistir o filme verifica-se que há um ciclo que chega ao fim, pois tem todo o ar de despedida do ator. Ainda assim, vamos ver o que nos espera, porque parece que o ator se comprometeu para o Bond número 25.

Como é habitual, um Bond merece sempre uma grande banda sonora, cheia de grandes nomes. O single de divulgação do filme pertence a Sam Smith, e dá voz à música oficial do filme.

Um bom filme de ação, que merece ser visto numa grande tela.

Podem seguir a minha ‘vida cinematográfica’ através da conta do trakt.tv .

Sigam o Charlie na Terra do Nunca em
Facebook | Instagram | Twitter

Fonte 1, 2 e 3

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: