10 Passos Para Ser Um Génio do Marketing

Muitas vezes perguntam-me se não trabalhasse nesta área o que faria? A minha resposta é muito sincera: tive sorte em “ir parar à área que é a minha cara”, e via-me a fazer muito pouca coisa no mundo do trabalho. A área do Marketing e Publicidade é algo muito intuitivo e que requer uma constante aprendizagem, porque tudo muda a toda a hora.

Na mesma semana em que me livrei dos meus milhentos apontamentos da faculdade (cheguei mesmo à conclusão, ao final de 12 anos, que por mais lindos e organizados que estejam, estão ultrapassados), deparo-me com um artigo publicado no MarketingLand do colunista Jayson DeMers, fundador e CEO da AudienceBloom, que me fez relembrar os sonhos e ambições de quando ainda estava na faculdade.

Nenhum profissional de Marketing nasceu a saber exactamente quais os melhores caminhos e opções. Na realidade, até termos um raciocínio lógico e objectivo é necessário muitas tentativas/erro, e uma capacidade de inovação brutal. Por outro lado, é importante estar atento a tendências, mudanças culturais, marcas concorrentes … mais ou menos como a conversa dos actores em observarem pessoas para criarem personagens, mas em grande escala.

Costumo dizer que as habilidades básicas necessárias são sempre naturais, mas isso é porque em mim é tudo muito intuitivo e lógico. Mas claro que algumas ferramentas vamos aprendendo com o tempo e nos ajudam a estimular as nossas capacidades. Segundo Jayson DeMers hoje em dia existem 10 capacidades em que devemos apostar para chegar a ser um Génio da lâmpada do Marketing:

1 – Familiaridade técnica. É necessário ter algum tipo de familiaridade com estratégias mais técnicas como SEO, web design e user experience. Com isto conseguimos reunir diferentes aspectos de um trabalho e chegar a um plano coerente que os ligue a todos de forma benéfica;

2 – Aptidão para pesquisa. A investigação é a base de qualquer estratégia de Marketing, pelo que alguém que sonhe ser um génio nesta área terá de ter aptidão nata para esta tarefa. É preciso pesquisar as últimas tendências e a competição e ainda saber como utilizar os dados obtidos;

3 – Escrita profissional. Saber escrever é importante especialmente para quem trabalhar com Content Marketing, mas não é exclusivo. A escrita a um nível profissional é essencial para criar materiais pessoais, cativantes e únicos que ajudem a alavancar a marca. Adicionalmente, é necessário que a escrita não seja descurada também nos conteúdos que não chegam ao público, como o delineamento de estratégias, calendários e relatórios;

4 – Comunicação e gestão de equipas. Por mais genial que alguém possa ser, terá de contar sempre com a sua equipa (aliás ensinaram-me um dia que trabalhar com os melhores faz de nós os melhores). Por essa razão, é importante aprender a comunicar de forma eficaz e gerir responsabilidades;

5 – Gestão de cliente. Ser capaz de equilibrar o que o cliente quer e aquilo que é melhor para a campanha é fundamental para a construção de conteúdos com valor. Não esquecer a importância de saber gerir as expectativas;

6 – Análise de dados. Jayson DeMers garante que as boas ideias não vêm do nada, e eu acredito no mesmo. É preciso inspiração que poderá chegar através de dados sobre a audiência, indicativos sobre o que se deve ou não fazer de seguida. Na realidade estar atento;

7 – Aprendizagem rápida. Para chegar a génio do Marketing, é necessária capacidade de adaptação a ambientes que mudam constantemente. Isto significa ser rápido a aprender e a conhecer novas plataformas, meios e opções que vão surgindo. Um exemplo disso, é a capacidade de mudança do target teen que está em constante mutação;

8 – Brainstorming criativo. A probabilidade de uma grande ideia surgir é maior quando se trabalha em grupo e sessões de brainstorming podem ser benéficas neste sentido. Por isso mesmo, deve-se saber lidar com este tipo de actividade e aproveitar ao máximo as ideias partilhadas. Não vale a pena inventar a roda, ou seja, novas técnicas para criação de ideias, normalmente não resultem, fiquemos-nos pelo básico;

9 – Proactividade. Reagir a situações não é suficiente, é preciso ser proactivo e encontrar novas tendências antes de elas surgirem. Isto é mais do que  estar atento, é quase estar eternamente insatisfeito;

10 – Adaptabilidade. A última capacidade em que se deve apostar para se ser genial consiste no poder de adaptação e flexibilidade. É possível que a campanha não funcione da forma prevista, sendo preciso ajustá-la rapidamente a novos cenários, os chamados planos de contingência, que muitos não dão importância.

Agora imaginem isto em pleno dia a dia, com gestão diária de campanhas e marcas. Não é tarefa fácil, mas é por isso que os profissionais desta área são absorvidos por este mundo, muitas vezes frustrante mas ao mesmo tempo contagiante. A aprendizagem diária é tão importante, e é por isso que adoro o que faço. #VidaDePublicitário continua por aqui com a força toda.

Segue o Charlie na Terra do Nunca em
Facebook | Instagram | Twitter | Pinterest

genio_marketing002

Fonte 1 e © Helder Almeida | Dreamstime.com

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: