YouTube Lança Serviço YouTube TV. E Agora o Que Muda?

Esta semana, o gigante Google anunciou um serviço mito aguardado por muitos, o YouTube TV. Mas e agora o que vai ser do Netflix? E agora o que acontece à televisão por cabo? Mas afinal o que muda?

A Google anunciou no final do mês de Fevereiro, num evento na Califórnia, que vai lançar um serviço sob a marca YouTube e que vai concorrer fortemente com serviço de TV por cabo. Chama-se YouTube TV, e vai custar cerca de 35 dólares (cerca de 34€) por mês e inclui um pacote base de 40 canais. Até aqui parece-nos tudo até muito idêntico ao que temos por cá, certo?

A aposta da Google assenta principalmente nos consumidores de conteúdos de vídeo em dispositivos móveis, mas realçou sempre que “outros” utilizadores mais tradicionais de TV representarem também parte do target a que a marca quer chegar. Como em tudo no digital, queremos ser super cool’s mas depois queremos sempre concorrer com a TV tradicional (este nome é tão desapropriado). Para diferenciar este serviço de alguns outros que já existem no mercado, como o da Netflix, a Google recorre a recomendações de conteúdos com base na inteligência artificial e de um sistema de armazenamento ilimitado na cloud (vou fingir que acredito nisto), onde os utilizadores podem gravar todo o conteúdo que quiserem para ver mais tarde.

Já se sabe, que para os Estados Unidos, os utilizadores têm acesso a uma série de canais por cabo em direito, como a Fox, NBC, ESPN, USA ou a CNBC, para além dos conteúdos exclusivos do YouTube Red (post aqui).

De acordo com o The Next Web, o YouTube explica que os millennials – nome usado para descrever a geração de jovens que está hoje a chegar ao mercado de trabalho e foi fortemente influenciada pela rapidez dos avanços tecnológicos dos últimos anos (mas que a meu ver esta definição já está ultrapassada e desactualizada, um dia perco tempo a dissertar sobre o assunto!)- querem ver televisão no mesmo lugar onde vêem o restante conteúdo. A pensar neles, o objectivo do novo serviço é que seja possível ver os canais no smartphone e no computador, mas isto não é nada de novo, estamos todos conscientes disso correcto?

Agora as partes menos boas, é necessário de estar ligado à internet para ter acesso aos programas gravados. Pois é mesmo verdade! Mas a pergunta é: até agora muda alguma coisa? A meu ver com os serviços que existem, é apenas mais um. Por agora o serviço estará apenas disponível nos Estados Unidos, e será que vai dar certo?

Segue o Charlie na Terra do Nunca em
Facebook | Instagram | Twitter | Pinterest

Fonte 1, 2, 3 e 4

Follow my blog with Bloglovin

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: