Customer Care, Vídeo, LEGO e Futuro | Day #02 Web Summit 2017

Mais um dia no Web Summit, agitação, conferências, networking e encontrões. Um ano após a eleição de Donald Trump os animos andaram novamente quentes no evento (como o ano passado aqui), onde este ano houve o próprio Brad Parscale, o estratega por trás da eleição do presidente americano. A #VidaDePublicitário andou novamente pelo Web Summit a absorver o máximo.

Customer Care

Numa das conferências no Panda Conf, bastante interessante “how brands can build customer trust with social”, retirou-se algumas conclusões que se podem colocar rapidamente em pratica no dia-a-dia de campanhas. Actualmente já alocamos budget para actuais clientes, mas a verdade é que a optimização das campanhas não é feita para actuais e novos clientes. As marcas deviam ter estratégias para os consumidores e outra para consumidores que amam a marca, e usam a marca vezes sem conta. Estamos num ciclo vicioso, em que as empresas têm uma obsessão em “gastar dinheiro” em publicidade e esquecem-se de como cuidar e mimar os actuais clientes. Quem estiver atento e aproveitar esta oportunidade está um passo à frente, pois isto é o futuro do marketing – customer care.

No seguimento destas novas estratégias, é cada vez mais importante (já nem se devia falar deste ponto em 2017) olhar para as redes sociais da marca, e não querer apenas marcar a presença por marca. Assim, fingir que os clientes não “andam” nas redes ou não querer ver o que eles dizem é algo que não pode ser ignorado. A ideia é olhar para os comentários negativos e reagir, ao contrário de continuar a “alimentar” o processo actual.

Esta realidade existe porque nas empresas os departamentos de marketing e customer care não comunicam entre si, e não trabalham em conjunto. Estão demasiados focados em alocar budgets em desenvolvimento de data, estratégias desalinhadas ou novos produtos, e esquecem-se de traçar um caminho em conjunto. Hoje em dia, é simples, é só olhar para casos de empresas que surgiram através das redes sociais, ou seja, através do customer care.

WebSummit2017_Day02_002

SEO em 2018

Uma das conferências que tinha mais curiosidade de assistir foi também no Panda Conf, com o brilhante Rand Fishkin. Todos sabemos que hoje em dia o mercado digital é dominado pelos grandes Google e Facebook, mas a verdade, e para quem trabalha todos os dias nas plataformas, sabe que os mercados são diferentes e algumas verdades não são tão verdadeiras quando isso. Nunca desfazendo estes dois gigantes, porque o são, Fishkin começou por questionar os números de tráfegos de desktop vs. mobile.

O mobile tem crescido, ou não fossem os smartphones cada vez mais smarts e menos phones, mas os números apesar de mostrarem mais tráfego e maior experiência mobile, também mostram que as pessoas em mobile convertem menos que as que navegam no desktop. Outra questão levantada pelo rapaz, é “porque o Google “sacrifica” o valor do clique, do leilão das palavras, quando ainda há 49% das pessoas que não clicam nos resultados da pesquisa?”. Mostrou que algumas features da pesquisa tiram o potencial do SEO, como por exemplo a pesquisa de vídeos, apps, redes sociais ou data.

Para os mais desatentos, e que se questionam porque quando pesquisam algo o Google sabe exactamente o que queremos pesquisar? É fácil, “eles” agrupam tipos de pesquisadores, top pesquisas, localizações identificas, gmail, dados comportamentais, consumos telemóvel, etc.. E no final ainda deu algumas dicas para quem quer ver o seu site/blog no top das pesquisas do Google. Apesar de não ter tempo para dar todas as dicas, as mais importantes são: criar conteúdo relevante, possuir query satisfaction (quando clicamos num site e entramos na página, não fazer “back“), keywords relevantes (falaremos sempre neste ponto no que se refere à pesquisa), quality of host domain (não criar domínios diferentes por exemplo empresa.com e blogdaempresa.com) e personalização.

Os segredos por trás da marca LEGO

Já escrevi isto milhares de vezes, e não me o canso de fazer. Nada melhor que conseguir juntar trabalho com algo que nos dê prazer. Estava ansioso para ouvir Lars Silberbauer e os segredos de uma das minhas marcas de sonho, a LEGO. Todos já sabemos que o brinquedo LEGO é mais que uma peça de plástico, e enquanto marca, o “novo” posicionamento é “contar histórias”. Com esse novo posicionamento, houve uma nova estratégia, e uma melhor utilização das redes sociais, como um dos principais eixos de comunicação. Resultado disso, é que a marca é hoje em dia das que mais gera conteúdo online e tem mais vídeos no Youtube.

Assim, as duas grandes linhas estratégicas vão no sentido de fazer criações LEGOs em conjunto e partilhar online as criações com orgulho. Essas partilhas geram conteúdo para a marca, e tornam-a real, uma vez que as histórias são dos próprios clientes. Um dos exemplos que costumam dar, é que as crianças podem criar o que elas querem, e só elas sabem o simbolismo e a história daquela criação. Para finalizar, o orador deu o exemplo dos primeiros exemplos online da marca, o case #George”, que era um boneco criado pela marca, em que os fãs poderiam reproduzi-lo e tirar fotos com ele as diferentes locais, o resultado foi o George percorrer o mundo inteiro. E o mais recente o Kronkiwongi Project, que é uma nova palavra que pode ter infinitas definições.

WebSummit2017_Day02_001

Como será o entretenimento em 2050?

A maneira como vemos o entretenimento é muito diferente de antigamente, e será diferente no Futuro. Bolas de cristal ninguém tem, mas tendências são tendências e nesta área as novidades são muitas, mas vão passo a passo com o todos queremos. A televisão não vai morrer, sejamos francos, todos sabemos que metade do conteúdo partilhado e comentado nas redes sociais é vindo da televisão. Mas ela, tal e qual como a conhecemos, vai continuar a mudar e será apenas mais uma expansão de onde alojar o vídeo, mas a maior dúvida será essa: onde colocar o conteúdo de vídeo?

É preciso termos consciência e as novas gerações criam vídeo como se não houvesse amanhã. Mas além disso, os criadores passam por youtubers, celebridades, influenciadores, todos querem fazer parte da criação, do conteúdo em directo e partilhar as experiências. Com as redes sociais e a propagação da rápida da mensagem faz com que todos queiram ser uma rock star, desde os políticos, passando pelos CEO’s, até às celebridades.

WebSummit2017_Day02_003

Entre conferências e trabalho, a #VidaDePublicitário estava atrasado por aqui. Ainda assim, podem acompanhar as stories meu Instagram .

Segue o Charlie na Terra do Nunca em
Facebook | Instagram | Twitter | Pinterest

WebSummit2017_Day02_004

Anúncios

One thought on “Customer Care, Vídeo, LEGO e Futuro | Day #02 Web Summit 2017

Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: