O Futuro do Nosso Planeta | Day #03 Web Summit 2017

[Demorou mas chegou o post do terceiro dia do Web Summit Lisboa 2017] Depois dos dois primeiros dias (podem rever os posts aqui e aqui), onde se falou muito de content, influenciadores, redes sociais, o poder do vídeo, inteligência artificial, entre muitas outras coisas, o último dia foi completamente abafado pelo discurso motivante e poderoso de Al Gore, no Center Stage.

Não, Madonna acabou por não fazer nenhuma aparição surpresa no Web Summit, mas no último dia contamos com a modelo portuguesa Sara Sampaio, o Presidente da Republica Marcelo Rebelo de Sousa, Caitlyn Jenner, a nova sensação do mundo da música Martin Garrix e o experiente Wyclef Jeane por último o controverso Al Gore.

Para começar, pela manhã, no Altice Arena, Caitlyn Jenner, a transgénero mais mediática do mundo, subiu ao palco principal para responder: podemos realmente definir género? Entre muitas palavras, ela falou dos Jogos Olímpicos, deu explicações por ter votado em Trump, da sua fé, falou na tecnologia associada às mudanças de género e ainda questionou as mulher da audiência “Quando é que souberam que eram uma rapariga?”.

Também passou pelo evento, a modelo portuguesa Sara Sampaio, que falou bastante do poder das redes sociais no mudo da moda. Sara admitiu mesmo: “A indústria da moda não nos pode tratar como quer. Já temos uma voz”. A modelo deu exemplos na primeira pessoa, especial do poder do Instagram, na denúncia dos abusos cometidos contra modelos em situações profissionais. Além disso, falou-se do que o público “quer ver” quando segue uma celebridade nas redes sociais, por exemplo um tema ligado à politica não tem interesse, e pode mesmo ser mal interpretado.

Al Gore não veio ao Web Summit “para nos entreter” a audiência do Altice Arena, que se encheu. Aproveitou para ter uma palestra/discurso para recrutar para “a solução da crise ambiental”. O ex-vice-presidente dos EUA, diz que o futuro do nosso planeta está nas nossas mãos, apesar de ter faltado (a meu ver) uns exemplos práticos no que podemos fazer de imediato para mudar hábitos no nosso dia-a-dia. Numa intervenção de meia hora — e com a bastante energia, que já nos havia habitado com o documentário  “Uma Verdade Inconveniente”, a verdade é que pareceu mais um discurso politico contra Donald Trump, e faltou “atacar todas as populações” por erradas escolhas no seu dia-a-dia, ou não fosse metade do auditório fumador, e após o seu discurso deve ter ido fumar um cigarro à porta do pavilhão, e deitar uma beata para o chão.

Apesar de Gore ser positivo, as perguntas ficaram no ar: temos de fazer alguma coisa? Podemos fazer alguma coisa? E vamos fazer alguma coisa? 

Por último, o presidente Marcelo Rebelo de Sousa, deu os parabéns ao evento, chamou atenção a vários políticos, e abriu a cidade de Lisboa para os próximos eventos.

E este ano correu mais um Web Summit, esperemos que para o ano haja mais #VidaDePublicitário noutra edição do evento em Lisboa.

Segue o Charlie na Terra do Nunca em
Facebook | Instagram | Twitter | Pinterest

CharlieNaTerraDoNunca_WebSummit_Day03_001

Follow my blog with Bloglovin’

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: