10 Boas Razões Para Ver Star Wars: Os Últimos Jedi

Se até aqui não tinham vontade de ser um Jedi, depois deste novo filme da maior saga do universo, Star Wars, todos vão ficar com vontade de ter um sabre de luz. Tive o prazer de na passada terça-feira à estreia especial do o oitavo episódio da série criada por George Lucas, Guerra das Estrelas: Os Últimos Jedi (Star Wars: The Last Jedi).

Desta vez dirigido e escrito por Rian Johnson (Looper: Assassinos do Futuro, A Ponta de um Crime), o novo episódio de Star Wars chega um ano após o elogiado Rogue One, e retoma no ponto onde parou o sétimo episódio, O Despertar da Força (2015).

Apesar de já ter visto o filme, quero contar-vos porque não o podem perder, mas atenção, sem spoilers.

Rey, Finn e Poe Dameron estão de volta!

Rey (Daisy Ridley) tinha localizado Luke Skywalker (Mark Hamill) no planeta Ahch-To, para se tornar tornar num Jedi. Além disso a ideia da jovem era pedir para ele se juntar à Resistência, na luta contra a Primeira Ordem, o estado fascista.

Finn (John Boyega) recuperou dos ferimentos sofridos na batalha com Rey contra Kylo Ren (Adam Driver), e desta vez, sendo bastante irreverente, lança-se numa empolgante missão com Rose (Kelly Marie Tran) para fazer algo muito importante pela Resistência.

O piloto Poe Dameron (Oscar Isaac), sempre impulsivo e intuitivo, tem uma jornada que mostra contradições na Resistência. Poe, acompanhado de seu fiel amigo, o droide BB-8, entra em atrito com a Vice-Almirante Holdo (Laura Dern), que assume uma grande posição de poder na Resistência.

As personagem ganharam força e já estão ao nível de outras que conhecíamos na saga.

CharlieNaTerraDoNunca_StarWars_TheLastJedi_001
Star Wars: The Last Jedi..Rey (Daisy Ridley)..Photo: Lucasfilm Ltd. ..© 2017 Lucasfilm Ltd. All Rights Reserved.

O adeus à Leia Organa (Carrie Fisher)

Carrie Fisher já nos deixou faz quase quase um ano, a 27 de Dezembro, e é impossível não se emocionar com sua presença luminosa em cada cena de Os Últimos Jedi. Este filme, na realidade, dá-nos a possibilidade de dizer adeus com dignidade à actriz e a uma grande personagem da saga.

É normal que as aparições de Leia ganharam maior carga dramática após a morte de Fisher. Aprendemos a amar Leia Organa há 40 anos, uma personagem cujo poder e personalidade só se intensificaram com o passar dos anos. A sua figura ganha imponência neste episódio, porque é neste que a sua imagem da princesa passou mesmo a ser a de general para libertar o universo da opressão.

CharlieNaTerraDoNunca_StarWars_TheLastJedi_005
Star Wars: The Last Jedi..General Leia ..Photo: Lucasfilm Ltd. ..© 2017 Lucasfilm Ltd. All Rights Reserved.

Luke Skywalker

Muito se falou sobre Luke estar do lado negro da Força … A verdade é que Luke está destinado a servir aos propósitos apresentados em ‘O Despertar da Força’: ser o tutor de Rey e resolver suas pendências com o passado de Kylo Ren. Neste novo filme da saga, é a hora do menino brilhar novamente.

Diversidade étnica, novas personagens e #GirlPower

Se O Despertar da Força, trouxe-se “uma nova força”, um filme de Star Wars protagonizado por uma mulher e um actor de negro, que são personagens incríveis, Os Últimos Jedi dá mais passos nas tendências culturais, e de inclusão étnica.

Um exemplo disso é a personagem de Rose, vivida pela descendente de vietnamitas Kelly Marie Tran. Além disso, Rey e Leia continuam a arrasar quando aparecem; Desta forma o poder feminino na saga está mais forte, com Vice-Almirante Holdo e Rose a juntarem à saga.

CharlieNaTerraDoNunca_StarWars_TheLastJedi_003
Star Wars: The Last Jedi..BB-8..Photo: Lucasfilm Ltd. ..© 2017 Lucasfilm Ltd. All Rights Reserved.

A fotografia de Steve Yedlin

Parceiro profissional de longa data de Rian Johnson, Steve Yedlin traz no oitavo episódio imagens brutais, detalhadas e impactantes. O vermelho opressivo usado em várias cenas — com certeza a cor mais frequente no filme — é particularmente dramático e memorável.

Será uma pena se Yedlin não receber uma indicação para um Oscar com este trabalho.

O design de produção de Rick Heinrichs

Vencedor do Oscar por A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça (1999), de Tim Burton, responsável pela direcção de arte de Capitão América: O Primeiro Vingador (2011) e Fargo: Uma Comédia de Erros (1996), Heinrichs revive a estética de Star Wars sabendo equilibrar o nostálgico da trilogia clássica e o novo, já que Os Últimos Jedi é, afinal de contas, um episódio inédito de Star Wars.

Voltar às raízes são as palavras de ordem, preparem-se para se impressionarem com os sets.

Roteiro de Rian Johnson

Se Star Wars tem como pilar principal a luta do bem contra o mal, Os Últimos Jedi problematiza as longínquas crenças da mitologia criada por George Lucas. O roteiro de Johnson entra em nuances dos conflitos políticos e, finalmente, traz à série zonas cinzentas no caráter de seus queridos personagens, como Luke Skywalker, Kylo Ren e Poe Dameron.

A indicação do director para realizar uma nova trilogia do universo Star Wars já indicava que Disney e Lucasfilm teriam aprovado seu trabalho em ‘Os Últimos Jedi’ e não é por menos. Ele não só dirigiu como também escreveu a história com uma qualidade de outro mundo. É, de longe, o mais plástico da saga, não só o apuramento estético mas uma boa dose de humor, ação e drama.

CharlieNaTerraDoNunca_StarWars_TheLastJedi_002
Star Wars: The Last Jedi..First Order hangar..Photo: Lucasfilm Ltd. ..© 2017 Lucasfilm Ltd. All Rights Reserved.

Os porgs

Eles são as mais novas criaturas adoráveis que Star Wars — e com certeza a melhor companhia que Luke Skywalker poderia ter em Ahch-To. Embora o Jedi não dê muita bola para os porgs, eles criam ligação com Chewbacca (Peter Mayhew e Joonas Suotamo). Digamos que se cria uma bela (e peluda) amizade.

Reviravoltas

‘Os Últimos Jedi’ não faz o caminho fácil, mas sim faz o caminho certo. Porque o mais fácil – quando se trabalha com uma marca destas, tão bem estabelecida e reconhecida – colocar personagens extremamente populares em banho maria por duas horas e meia para depois arrecadar milhões e milhões de dólares.

Já falei da fuga do óbvio e da qualidade de Rian Johnson, mas as reviravoltas são repetidas várias vezes no decorrer do filme. Bravo!

CharlieNaTerraDoNunca_StarWars_TheLastJedi_004
Star Wars: The Last Jedi..Kylo Ren (Adam Driver)..Photo: Lucasfilm Ltd. ..© 2017 Lucasfilm Ltd. All Rights Reserved.

É um Star Wars!

OK, esta é a mais fácil … apesar de redundante, mas muita gente sairá apenas para ir ver o Star Wars. Mas apesar de ser a saga mais bem sucedida do mundo, os fãs que se preparem porque saem da sala de cinema de papo cheio!

CharlieNaTerraDoNunca_StarWars_TheLastJedi_006
Star Wars: The Last Jedi..Rey (Daisy Ridley)..Photo: Lucasfilm Ltd. ..© 2017 Lucasfilm Ltd. All Rights Reserved.

A experiência da antestreia foi brutal, transmissão de um programa da RFMBFF, personagens muito bem caracterizadas, banda a tocar no inicio do filme … e a sala IMAX. Vejam em baixo o convite, algumas fotos, o trailler e preparem-se para emoções fortes. Rendidos? Todos ao cinema, e digam-me o que acharam.

Ah … e se não são fãs, preparem-se porque eu converto-vos! Esperem! Até lá não percam nada aqui.

Segue o Charlie na Terra do Nunca em
Facebook | Instagram | Twitter | Pinterest | Bloglovin’ | Blogs Portugal

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Fonte 1, 2, 34 e 5

Anúncios

One thought on “10 Boas Razões Para Ver Star Wars: Os Últimos Jedi

Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: