4 Formas de Como as Marcas Podem Aproveitar Todo o Potencial das Stories

Num artigo da Newscred estão algumas pistas para ter sucesso com as Stories das plataformas sociais das marcas. Já todos sabemos que as redes sociais estão a viver uma fase “storification”, devido ao crescente sucesso deste formato nas diversas plataformas.

Se recuarmos a 2013, o grande culpado foi o Snapchat, que introduziu este formato de vídeos efémeros disponíveis por um período de tempo limitado (24 horas), que os utilizadores usavam para partilhar bocadinhos dos seus dias, momentos especiais ou acontecimentos que assistiam.

Mais tarde, em 2016, o Facebook introduziu o formato no Instagram, e em 2017 em outras plataformas, como o próprio Facebook, o Messenger e o WhatsApp, para chegar a uma audiência muito mais alargada, o que chamou desde logo a atenção das marcas.

As Stories estão silenciosamente a arrasar o mundo social, a mudar fundamentalmente a forma como partilhamos e consumimos os conteúdos nas redes sociais. Para as marcas que dependem das redes sociais para alcançar os seus clientes, isso trás ao mercado novas oportunidades e alguns desafios.

Assim, é preciso ter atenção que as Stories representam mais um formato no dia-a-dia, não havendo dúvidas é mais um conteúdo para gerir. E, embora o newsfeed, é o mais adequado para explorações de texto e imagens individuais, as Stories exigem uma combinação de vídeos, fotos e textos que exigem mais tempo.

Mas, para os que tinham dúvidas, este formato veio para ficar. De acordo com as pesquisas mais recentes, as Stories estão a crescer 15 vezes mais rápido que os formatos de newsfeeds. Mais de 1 bilião de usuários já estão conectados ao formato. Talvez por isso, o director de produto do Facebook, Chris Cox, contratou uma empresa para as Stories, porque “o formato Stories está a caminho de superar feeds, sendo mesmo a principal maneira de as pessoas partilharem coisas com seus amigos no próximo ano”.

Charlie-Na-Terra-Do-Nunca-VidaDePublicitario-SocialMedia-Story-001

Portanto, para os que ainda não começaram a usar, é hora de adoptar o formato Story nas estratégias de comunicação nas redes sociais. E apesar de muitas marcas já terem embarcado neste mundo, a dificuldade continua a ser a mesma: acertar!

Hoje em dia o formato é cada vez mais popular entre utilizadores e marcas, e neste artigo da Newscred, escrito por Ryan Holmes, CEO da Hootsuite, podemos ver como as marcas podem aproveitar todo o potencial das Stories.

Investir na criatividade

As Stories funcionam melhor quando integram vídeo, texto, imagens e muito mais – o chamado “tudo a acontecer”. Embora possam parecer “improvisados”, geralmente têm maior valor de produção e exigem maior conhecimento técnico do que um típico post no Twitter ou no Facebook. Desta forma, os anunciantes precisam repensar sua mensagem não como título, texto do corpo e link, mas como pano de fundo, sobreposições e um sentimento que persiste. 

Se estiverem interessados num bom case, espreitem o exemplo dos sumos Tropicana.

Formatos multimédia para mostrar produtos em acção

O packshot tradicional não tem lugar no reino das Stories. As marcas que utilizam melhor este formato, estão a usar multimédia para mostrar como os produtos se encaixam no contexto de vida dos consumidores. Explorar os influenciadores, para criar e partilhar histórias de produtos permite que as empresas ampliem seu alcance. Vejam o caso de sucesso da marca de skincare Dr. Brandt.

Equilibrar o valor da produção com autenticidade

Os consumidores esperam um certo grau de qualidade das marcas, mas a edição excessiva pode roubar a autenticidade da Story (para não mencionar exigir um muito tempo e dinheiro difícil de justificar para o conteúdo que muitas vezes desaparece). Encontrar esse equilíbrio não é necessariamente fácil, e até mesmo algumas das principais marcas do mundo tiveram que experimentar. Vejam o exemplo do The Guardian.

Dar protagonismo aos usuários

As Stories eficazes capitalizam um atributo fundamental de muitos usuários – o desejo de partilhar suas próprias fotos e vídeos e, literalmente, ver-se a si mesmo na rede social. As marcas que obtêm sucesso com o Stories encontraram maneiras de extrair conteúdo gerado pelos seguidores de alta qualidade, e incorpora-los nos seus próprios conteúdos, simplificando a produção e, ao mesmo tempo, aproveitando o “capital social” dos usuários para melhorar sua credibilidade.

E vocês já estão a utilizar este formato no vosso dia-a-dia com as marcas que trabalham? Na realidade se olharmos ao nosso redor acaba por ser best practice que todos aplicamos nas nossas redes sociais, certo?

Segue o Charlie na Terra do Nunca em

Facebook | Instagram | Twitter | Pinterest | Bloglovin’ | Blogs Portugal

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: